Novo helicóptero “voa” para DCS

dcs_mi8_002Os apreciadores do universo Digital Combat Simulator e de helicópteros podem sentar aos comandos de um novo aparelho, o Mi-8MTV2, ou “Magnificent Eight”, uma simulação do aparelho russo já disponível para pré-aquisição, com acesso à versão beta deste novo título da colecção.

A par com o lançamento a equipa da editora The Figther Collection anunciou que estará este fim-de-semana,  7 e 8 de Setembro, em Duxford, a mítica base aérea britânica onde, no Hangar 2, é possível visitar o espaço da The Fighter Collection e experimentar os diferentes módulos de DCS, a correr em 3 computadores distintos, e mesmo espreitar o prometido DCS Hawk da VEAO (Virtual European Air Operations) , que dentro de algum tempo integrará a colecção. Dois elementos da equipa acrobática The Virtual Horseman, que usa o DCS P-51 da produtora vão também estar presentes, bem como elementos da VEAO e do servidor Virtual Aerobatics.

Para quem não pode estar em Duxford para este encontro ficam as boas notícias de que a VEAO tem o  BAE Hawk T.1A Trainer e o Eurofighter Typhoon na calha para DCS. E as notas sobre o novo helicóptero, desenvolvido numa parceria da Eaggle Dynamics com a Belsimtek, que assinou UH-1H Huey e tem ainda em carteira o AH-1 Cobra, uma colecção de módulos adicionais de elvada qualidade, tudo o indica, que dão um novo fôlego a DCS. Como eu sugeria há dias, as coisas estão a animar na frente da simulação de voo.

dcs_mi8_001O novo DCS: Mi-8MTV2 Magnificent Eight pode ser adquirido por $49.99, através de uma transferência directa para o computador do interessado. Esta versão é uma variante modernizada de um dos mais populares helicótperos do Mundo, o soviético Mi-8 (designado Hip pela NATO). Uma consulta às páginas da Eagle Dymanics responsável pelo “cimento” que organiza o universo DCS confirma o nível de detalhe de mais este modelo, que fará as delícias de quantos pretendem experimentar um Mi-8.

Como é habitual em DCS, este novo módulo simula de forma correcta os sistemas de armamento, instrumentos e a funcionalidade do cockpit, até ao detalhe de todos os interruptores e comandos. O modelo de voo e a dinâmica física baseiam-se em documentação oficial,  e foram concebidos com o apoio de pilotos do verdadeiro helicóptero durante o desenvolvimento, e ainda como pilotos de teste do modelo, para que tudo concorra para uma imersão total do piloto virtual. As Real as It Gets!

0 0 vote
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
j.c.monteiro
7 anos atrás

Deve estar um espectáculo! Infelizmente um C172 e um 777 custam uma fortuna :-/

Jose Antunes
7 anos atrás
Reply to  j.c.monteiro

Pois é. Mas está fora de questão, tenho mais helicópteros que tempo para os experimentar. Eu pensei comprar o Cessna 172, mas falta-me o tempo e o tempo. Portanto vou ficar sossegado, pelo menos por uns tempos, a voar com o que há. Ainda estou a descobrir o FSX com os novos gráficos. E ando com a mania de fazer uns voos VFR ao redor do mundo. Parti de Jersey para recordar quando andava por lá e tinha um amigo a tirar o brevet que me levava de boleia até à costa francesa, Mas isto vai ser uma longa viagem…

j.c.monteiro
7 anos atrás

José, estamos iguais 🙂 A verdade verdadinha é que: 1) Das poucas vezes que arranco o DCS World é mais como digestivo / depurativo das muitas inconsistencia que vou encontrando nos modelos de voo dos outros simuladores, mas na verdade encontro muito pouco para fazer ali. Não tenho as zonas do Mundo que me interessam, a possibilidade de voar por instrumentos, os aviões civis, etc… 2) O X-Plane 10 foi na verdade uma grande desilusão para mim, e está para vir algo que me faça mudar de sensação relativamente a essa plataforma, assim… 3) restou-me voltar mesmo ao FSX, por… Read more »